Doze meninos e o técnico de futebol são retirados da caverna na Tailândia

Após três dias de resgate os doze meninos e o técnico de futebol que estavam na caverna Tham Luang, no norte da Tailândia, foram retirados com o apoio de dezenas de mergulhadores. Nesta terça-feira (10) os últimos quatro meninos e o técnico saíram do local. O terceiro dia de resgate foi o mais desafiador por causa da chuva intensa.

“Não temos certeza se isso é um milagre, uma ciência ou o que é. Todos os 13 Javalis [nome do time de futebol]agora estão fora da caverna”, comemorou a Marinha tailandesa em post no Facebook.

Todos permanecerão em observação no hospital durante uma semana.

Na manhã desta segunda-feira (9) começou o segundo dia das operações de salvamento, totalizando agora oito meninos resgatados. Todos passam bem e foram encaminhados para o hospital da província de Chiang Rai, que fica a cerca de 70 km da caverna.

Cinco pessoas ainda permanecem na cavidade subterrânea (quatro meninos e o treinador), onde entraram no dia 23 de junho. O comandante das Forças Armadas tailandesas afirmou que em mais três dias todo o grupo estará fora da caverna.

Quatro deles saíram neste domingo (8) e um na manhã de segunda-feira (9), quando os trabalhos de resgate foram retomados.

O governo informou que a retirada começaria com um grupo de quatro meninos. Depois, dois grupos com meninos devem deixar a galeria subterrânea. Por último, mais dois garotos e o treinador serão trazidos para fora. Sete meninos e um adulto ainda permanecem.

Mergulhador morre sem oxigênio em missão de resgate

Na última quinta-feira (5), morreu o mergulhador Saman Kunan, ex-mergulhador da Marinha tailandesa. Ele participava dos esforços de resgate dos meninos que estão em uma caverna inundada na Tailândia.

Saman, 38 anos,  levou suprimentos para o grupo de 13 pessoas, mas ficou sem oxigênio quando retornava para a entrada da caverna Tham Luang. O ex-integrante do grupo de elite da Marinha era triatleta e era voluntário na operação de resgate.

Entenda o caso

Na última quarta-feira (4) a Marinha tailandesa informou que os 12 meninos e seu treinador de futebol presos em uma caverna estão em “bom estado de saúde”. O grupo foi encontrado nesta segunda-feira (2) pelos mergulhadores britânicos John Volanthen e Rick Stantone.

Eles receberam atendimento médico e alimentos, e começaram a fazer treinamentos de mergulho. Já usaram a máscara de oxigênio, mas ainda não entraram na água. Caso as equipes de resgate não localizem uma cavidade no teto da caverna, eles terão que percorrer pelo menos 2 km, incluindo vários trechos inundados, escuros, lamacentos e com forte correnteza. Segundo as equipes de resgate, um mergulhador veterano levaria seis horas para percorrer essa distância. Algumas crianças não sabem nadar.

As autoridades ainda não sabem estimar o tempo que vai durar o resgate, o nível de água dentro da caverna é bem elevado e os socorristas já advertiram que não se precipitarão para retirar o grupo.

Os técnicos continuam tentando drenar a água na entrada da caverna com o sistema de bombeamento, mas o risco de novas inundações nesta temporada de monções no Sudeste Asiático é grande

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO