Polícia investiga ataque à caravana do ex-presidente Lula

<p>Um inqu&eacute;rito policial foi aberto para investigar o ataque &agrave; caravana do ex-presidente Lula. Segundo a Secretaria de Seguran&ccedil;a P&uacute;blica (SSP) do Paran&aacute;, duas equipes do Centro de Opera&ccedil;&otilde;es Policiais Especiais foram enviadas &agrave; cidade de Laranjeiras do Sul para as investiga&ccedil;&otilde;es.</p>
<p>Dois &ocirc;nibus foram atingidos ontem (27) por pelo menos tr&ecirc;s tiros quando a caravana estava na estrada fazendo o trajeto entre as cidades de Quedas do Igua&ccedil;&uacute; e Laranjeiras do Sul, no Paran&aacute;. Um dos ve&iacute;culos que recebeu disparos estava com profissionais de imprensa que acompanham o grupo e outro levava convidados.&nbsp;O ex-presidente Lula n&atilde;o estava nos ve&iacute;culos atingidos. Ningu&eacute;m ficou ferido.</p>
<p>De acordo com a SSP, o Instituto de Criminal&iacute;stica do estado est&aacute; finalizando a per&iacute;cia nos &ocirc;nibus. A previs&atilde;o &eacute; que o laudo fique pronto nos pr&oacute;ximos dias. O &oacute;rg&atilde;o informou que a Pol&iacute;cia Militar estadual &ldquo;refor&ccedil;ou o policiamento em todos os locais indicados pelos representantes da caravana, onde seriam feitas as manifesta&ccedil;&otilde;es com a presen&ccedil;a do ex-presidente&rdquo;.</p>
<p><strong>Repercuss&atilde;o no Governo<br /></strong>Em entrevista hoje (28), o presidente Michel Temer disse que "esse tipo de atitude cria um clima de instabilidade no pa&iacute;s, de falta de pacifica&ccedil;&atilde;o que e indispens&aacute;vel no presente momento", disse.</p>
<p>O presidente da C&acirc;mara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), condenou a viol&ecirc;ncia. &ldquo;&Eacute; grav&iacute;ssimo o que aconteceu ao ex-presidente Lula, n&atilde;o apenas o ataque a tiros contra o &ocirc;nibus, que foi o ponto final de alguns dias de absurdos, uma tentativa de inviabilizar a mobiliza&ccedil;&atilde;o do ex-presidente&rdquo;.</p>

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO