Rio

Três crianças morrem e uma mulher fica ferida durante incêndio em casarão

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
Spread the love

Três crianças, de 2, 4 e 7 anos, morreram durante um incêndio, nesta sexta-feira (24), num casarão em Paraty, na Costa Verde do Rio. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a mãe delas, Dara de Almeida Santos de Souza, de 25 anos, inalou muita fumaça e foi levada em estado grave para o Hospital municipal Hugo Miranda, também em Paraty.

Os bombeiros foram acionados às 7h15 para o local. O casarão, de dois andares, fica na Rua Canal, no Parque Mangueira, bairro Ilha das Cobras. A Polícia Civil foi acionada para fazer uma perícia na residência.

Três crianças morrem e uma mulher fica ferida durante incêndio em casarão

Foto: Wesley Guedes / Facebook

“Vamos apurar a causa e as circunstâncias (do incêndio). Foi acionada a perícia técnica de local. E só após a conclusão dos laudos periciais criminais poderemos ter as respostas sobre esse fato”, afirmou o delegado Marcelo Russo, titular da 167ª DP (Paraty).

Fotos compartilhadas em redes sociais mostram o fogo em duas janelas do primeiro andar da residência. Moradores do local relatam que um grupo tentou apagar as chamas antes da chegada dos bombeiros.

Em nota públicada em seu perfil no Facebook, a prefeitura lamentou o ocorrido e disse que pediu à polícia “prioridade absoluta” para que a causa do incêndio sejam esclarecida:

“A Prefeitura de Paraty informa, com profundo pesar, que houve um incêndio em residência no bairro Mangueira e, infelizmente, três crianças morreram no local, antes que pudessem ser resgatadas pelo Corpo de Bombeiros. A mãe das crianças, Dara Cristina de Almeida Santos, 25 anos, não teve queimaduras, mas inalou muita fumaça e foi encaminhada para o Hospital Municipal Hugo Miranda, onde encontra-se em estado grave, mas com todo o acompanhamento médico necessário. A Prefeitura determinou que seja dado todo o suporte necessário à família e também acionou o delegado titular da 167ª Delegacia de Polícia, Marcelo Russo, para pedir a agilização da perícia médica para a liberação dos corpos. A Prefeitura também vai solicitar à polícia prioridade absoluta para a apuração das causas do acidente.”

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO