No STF, Aras defende uso de dados do Coaf sem autorização judicial

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
Spread the love

O procurador-geral da República, Augusto Aras, defendeu nesta quarta-feira (20) que seja mantida a possibilidade de compartilhamento de relatórios de inteligência financeira de órgãos de controle como o antigo Coaf, atualmente Unidade de Inteligência Financeira (UIF), e a Receita Federal, com o Ministério Público, sem decisão judicial.

O Supremo Tribunal Federal (STF) começou a julgar nesta quarta se esse compartilhamento de informações poderá ser feito de forma detalhada ou apenas com dados genéricos.

No STF, Aras defende uso de dados do Coaf sem autorização judicial

Foto: Nelson Jr./STF

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO