Ex-presidente do Flamengo e outras 7 pessoas são indiciadas por homicídios no CT do Flamengo

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
Ex-presidente do Flamengo e outras 7 pessoas são indiciadas por homicídios no CT do Flamengo

Foto: Agência estado

A Polícia Civil do Rio indiciou por homicídio com dolo eventual (quando se assume o risco de matar)  o ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, e outras 7 pessoas pelas mortes dos atletas no incêndio que aconteceu em um alojamento improvisado com contêineres em uma área do Ninho do Urubu, em Vargem Grande, Zona Oeste da cidade.

O Delegado Márcio Petra, da 42ª DP, também pede o indiciamento por dolo eventual de engenheiros do Flamengo e da empresa NHJ, responsável pelos contêineres, além de um técnico de refrigeração.

Veja o que a investigação apurou:

  1. Conhecimento de que diversos atletas da base residiam no contêiner;
  2. Estrutura incompatível com a destinação (dormitório);
  3. Contêiner com diversas irregularidades estruturais e elétricas;
  4. Ausência de reparos dos aparelhos de ar condicionado instalados no contêiner;
  5. Ausência de monitor no interior do contêiner;
  6. Recusa de assinatura do TAC proposto pelo Ministério Público do Rio de Janeiro para que fosse regularizada a situação precária dos atletas da base do Flamengo;
  7. Piora das condições do alojamento dos jogadores da base, inclusive, no que se refere a segurança contra incêndio, assinalada nos autos de uma ação civil movida pelo MPRJ;
  8. Descumprimento da ordem de interdição do CT editada pela prefeitura por falta do alvará de funcionamento e do certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros;
  9. Múltiplas multas impostas pelo município diante do descumprimento da ordem de interdição;
  10. Causa entre o cenário exposto e o incêndio.

 Detalhes do Laudo:

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO