Seca rigorosa na Espanha revela monumento megalítico de 5.000 anos

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
Spread the love

A seca na região de Estremadura, Espanha, tirou do esquecimento o Dolmen de Guadalperal, um dos principais monumentos megalíticos da Península Ibérica.

Conhecido como o “Stonehenge espanhol”, o tesouro histórico estava submerso há quase 60 anos e ressurgiu de forma inesperada após o período de estiagem que atingiu a região no último verão.

Seca rigorosa na Espanha revela monumento megalítico de 5.000 anos

Foto: Ruben Ortega Martin, Raices de Peraleda

O monumento desapareceu em 1963 sob as águas do reservatório de Valdecañas, uma estrutura hidráulica no oeste da Espanha construída durante o regime do ditador Francisco Franco.

Composto por 93 menires com até 2 metros de altura, o Dolmen pode ser até 2.000 anos mais antigo do que o Stonehenge, no Reino Unido. Porém, de acordo com os historiadores, o tesouro é uma construção diferente do icônico monumento inglês. Enquanto a versão espanhola é um cemitério que data de 4000 a 2500 aC, o Stonehenge foi construído entre 3100 e 2000 aC e não foi usado apenas como sepulcro.

Seca rigorosa na Espanha revela monumento megalítico de 5.000 anos2

Foto: Ruben Ortega Martin, Raices de Peraleda

A redescoberta do Dolmen de Guadalperal foi comemorada pela população local.

“Crescemos ouvindo sobre a lenda do tesouro escondido sob o lago e agora finalmente conseguimos vê-los”, declarou Angel Castaño, morador da região e presidente associação cultural Raíces de Paralêda, ao jornal The Local.

“É uma oportunidade de falar sobre a herança megalítica da Espanha”.

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO