Presidente interina da Bolívia afirma que anunciará eleições ’em breve’

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
Spread the love

A presidente interina autoproclamada da Bolívia, Jeanine Áñez, afirmou no domingo (17) que vai anunciar “muito em breve” a convocação de novas eleições “transparentes”. A declaração é uma tentativa de conter a onda de protestos que já deixou 23 mortos e levou o ex-presidente Evo Morales à renúncia.

Áñez fez este anúncio, após se reunir com um delegado da União Europeia, León de la Torre, que também se disse otimista sobre os “avanços na mesa de diálogo” entre o governo interino e setores leais a Morales.

Presidente interina da Bolívia afirma que anunciará eleições'em breve'

Foto: Ronaldo Schemidt / AFP

Protestos:

Os protestos de rua persistem em El Alto, La Paz e, principalmente, Cochabamba (centro), bases de apoio de Morales. Na sexta-feira (15), em Cochabamba, camponeses cultivadores de coca entraram em confronto com o exército e a polícia, deixando nove mortos.

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) afirma que 23 o número de vítimas em quase um mês de confrontos.

Decreto polêmico:

O governo provisório aprovou na quinta-feira (14) o polêmico decreto 4078, que exime de responsabilidades penais as Forças Armadas na sua atuação pela manutenção da ordem pública. A CIDH considerou “grave” a aprovação do projeto.

“O grave decreto da #Bolívia ignora os parâmetros internacionais de Direitos Humanos e estimula a repressão violenta”, advertiu a CIDH no Twitter.

O ministro da Presidência, Jerjes Justiniano, no entanto, garantiu em declarações à imprensa que o decreto “não é uma licença para matar, só define a tarefa das Forças Armadas com uma base constitucional de garantir a estabilidade do país”.

Falta de comida:

Devido aos bloqueios de vias em várias regiões, feitos por apoiadores de Evo Morales, o desabastecimento de gêneros alimentícios começa a ser notado nos mercados populares, o que gera preocupação.

O governo enviou um avião com 35 toneladas de carne para La Paz e prometeu outras 25 toneladas de frango nos próximos dias, afirmou Justiniano.

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO