Outro pacote suspeito é enviado à rede CNN

Outro pacote suspeito é enviado à rede CNN

Foto: Reuters/Shannon Stapleton

Um novo pacote suspeito foi enviado ao escritório da rede CNN . O objeto foi interceptado nesta segunda-feira (29) no correio de Atlanta, Estados Unidos. Segundo um comunicado divulgado no no Twitter pelo presidente da CNN, Jeff Zucker, a sede do canal não corre risco.

O FBI afirmou que o pacote é parecido com os pacotes-bomba que foram enviados para integrantes do alto escalão do partido democrata e para a própria CNN, em Nova York, na semana passada. Ainda não foi divulgado se o novo pacote contém explosivos. Nenhuma das correspondências interceptadas até agora chegou a explodir.

O suspeito de enviar os pacotes-bombas, Cesar Sayoc, de 56 anos, foi detido e foi acusado por transporte interestadual de explosivo, envio ilegal de explosivo, ameaças contra ex-presidentes, ameaça ao comércio interestadual e ataque a oficiais federais e ex-oficiais. Podendo ser condenado a 48 anos d prisão, de acordo com a Procuradoria-Geral.

O presidente americano, Donald Trump, acusou mais uma vez a imprensa por gerar divisão e ódio no país, depois de um fim de semana de luto pelo ataque contra uma sinagoga na Pensilvânia que causou a morte de onze pessoas.

“As Fake News estão fazendo tudo em seu poder para culpar os Republicanos, os Conservadores e a mim pela divisão e o ódio que existe há muito tempo em nosso país”, afirmou Trump no Twitter.

“Há uma grande raiva em nosso país causada em parte pela informação imprecisa, até mesmo fraudulenta, que a notícia reporta”, continuou Trump. “A mídia do Fake News, os verdadeiros Inimigos do Povo, deve parar com a hostilidade aberta e óbvia e relatar as notícias com precisão e justiça”.

“Isso fará muito para apagar a chama da ira e indignação em nosso país e para que possamos unir todas as partes em Paz e Harmonia, as Notícias Falsas Devem Terminar!”, acrescentou.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO