OMS alerta que a África pode se tornar o próximo epicentro do surto de coronavírus

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
Spread the love

Em toda a África, até o momento, foram registradas 1 mil mortes e mais de 18 mil casos positivos da Covid-19, números baixos se comparados com alguns países da Europa e com os Estados Unidos, hoje o epicentro mundial da doença.

Mas a Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que o vírus está se espalhando pelas capitais africanas e que o continente não possui ventiladores suficientes para lidar com uma pandemia. Por isso, a entidade acredita que a África pode se tornar o próximo epicentro do coronavírus.

Segundo dados da Universidade Johns Hopkins, a África do Sul tem o maior número de casos positivos no continente: 2.605 (48 mortes). Mas a Argélia tem mais mortes 348 (2.268 casos confirmados). Marrocos contabilizou até o momento 2.528 casos e 133 mortes.

OMS alerta que a África pode se tornar o próximo epicentro do surto de coronavírus

Foto: Marco Longari / AFP

A diretora da organização na África, Matshidiso Moeti, afirmou à BBC que a OMS testemunhou o vírus se espalhar das capitais para o “interior” da África do Sul, Nigéria, Costa do Marfim, Camarões e Gana.

Também explicou que eles estão focados na prevenção, e não no tratamento do vírus, porque os países africanos não têm capacidade para tratar muitos pacientes com coronavírus. E que teme que a doença possa se espalhar rapidamente em áreas superlotadas, onde é impossível praticar o distanciamento social e onde muitos não têm acesso a água limpa e sabão.

“Queremos minimizar a proporção de pessoas que chegam a precisar de cuidados críticos em UTI porque sabemos que esses tipos de instalações não são adequadas na maioria dos países africanos,” explicou ela.

“Devo dizer que a questão dos ventiladores é um dos maiores desafios que os países estão enfrentando,” acrescentou.

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO