O povoado de uma pequena cidade no Alasca só voltará a ver a luz do sol em 23 de janeiro

O povoado de uma pequena cidade no Alasca só voltará a ver a luz do sol em 23 de janeiro

Foto: University of Alaska Fairbanks

Moradores de Utqiaġvik vão passar os próximos 65 dias sem ver a luz do sol. A cidade é o lar da população indígena Iñupiac e abriga várias estações de pesquisa climática.

O povoado desta pequena cidade no Alasca, Estados Unidos, viram o último pôr do sol do ano no domingo (18). O fenômeno da penumbra prolongada é conhecido como noite polar e é comum em regiões localizadas dentro dos círculos polares, que passam mais de 24 horas sem sol.

Um fenômeno chamado crepúsculo civil, que ocorre quando o sol está a 6 graus abaixo da linha do horizonte e cria uma pequena iluminação, permitirá que haja um pouco de luz. O crepúsculo civil dura seis horas por noite, mas diminuirá para três horas por noite no fim de dezembro.

De acordo com o site Weather.com, “a partir de meados de novembro até o fim de janeiro, o sol não nasce ao norte do Círculo Ártico, devido à inclinação da Terra longe da luz solar direta”. A próxima oportunidade para ver a luz do dia será no dia 23 de janeiro de 2019, às 13h04 (horário local).

 

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO