Irã acusa Estados Unidos de interferência por apoiar manifestações contra aumento da gasolina

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
Spread the love

O Irã acusou o governo americano de interferência em seus assuntos internos depois do apoio de Washington às manifestações dos últimos dias do povo iraniano contra o aumento do preço da gasolina.

Várias cidades iranianas registraram protestos nos últimos dias, com estradas bloqueadas, edifícios públicos incendiados. As manifestações deixaram dois mortos: um policial e um civil.
Irã acusa Estados Unidos de interferência por apoiar manifestações contra aumento da gasolina

Foto: Atta Kenare / AFP

O governo iraniano, no entanto, informou nesta segunda-feira (18) que, “na comparação com domingo, a situação está 80% mais tranquila”.

“Ainda existem alguns problemas menores, mas amanhã ou depois de amanhã não teremos nenhum problema de distúrbios” declarou o porta-voz do governo, Ali Rabii.

Aumento de 50% no preço da gasolina:

As manifestações começaram na sexta-feira (16) em muitas cidades do país, após o anúncio do aumento de pelo menos 50% do preço da gasolina. As autoridades da República Islâmica anunciaram a prisão de mais de 200 pessoas e uma restrição ao acesso à internet.

Os protestos acontecem em um cenário de crise econômica no Irã, agravada pela retirada unilateral dos Estados Unidos em 2018 do acordo sobre o programa nuclear iraniano, que provocou o retorno das sanções contra Teerã.

Nesta segunda-feira (18), o Irã criticou em um comunicado do ministério das Relações Exteriores o “apoio” dos Estados Unidos ao que chamou de “grupo de amotinados” e condenou os comentários “intervencionistas” de Washington.

No domingo (17), a Casa Branca condenou o Irã pelo uso de “força letal” contra manifestações.

“Estados Unidos apoiam o povo iraniano em seus protestos pacíficos contra o regime que deve governá-lo”, afirmou a porta-voz do governo americano, Stephanie Grisham.

“O nobre povo iraniano sabe que comentários hipócritas deste tipo não representam nenhuma marca honesta de simpatia”, respondeu o ministério iraniano.

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO