Índia cria “aula de felicidade” em escolas públicas

Na Índia o novo ano letivo de 100.000 crianças em Nova Deli começou com uma nova disciplina: a felicidade. O objetivo é aumentar o bem-estar dos alunos, o ensino indiano exige a memorização de conteúdos e cria grandes níveis de stress nos estudantes

“Nós demos os melhores profissionais para a indústria. Nós fomos bem sucedidos até agora. Mas fomos capazes de entregar os melhores seres humanos à sociedade e à nação?”, questionou o ministro da Educação de Nova Deli, Manish Sisodia.

O currículo da disciplina da felicidade tem um conjunto de 20 histórias e 40 atividades, elaboradas de forma a treinar as crianças a pensar de forma lógica e criativa e a compreender o seu papel na sociedade. As aulas de felicidade ocuparão os primeiros 30 minutos do dia dos alunos. Durante esse tempo, as crianças não poderão abrir nenhum livro. As atividades devem ser lúdicas e relaxantes: aulas de meditação, de yoga, de música e de ética, por exemplo.

No entantanto, professores entrevistados pelo jornal The Washington Post não estão totalmente convencidos. “Se tivermos 80 alunos na nossa turma, como podemos acompanhar cada criança em apenas 35 minutos?”, questionou Bharti Dabas, que ensina inglês numa escola do Governo. Por outro lado, outros veem as aulas de felicidade como uma forma de combater o hábito de focar apenas em avaliações de desempenho.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO