Harvey Weinstein é condenado a 23 anos de prisão por estupro e agressão sexual

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
Spread the love

Harvey Weinstein, ex-produtor de Hollywood de 67 anos, foi condenado a 23 anos de prisão, no caso em que era acusado por estupro e agressão sexual.

Ele chegou ao tribunal de Nova York nesta quarta-feira (11) para receber a sentença. Weinstein estava usando cadeira de rodas e algemas.

A sentença foi dada na corte penal estadual de Manhattan e é o desfecho de um julgamento emblemático para o #MeToo, após um veredicto histórico em 24 de fevereiro que levou à primeira vitória na Justiça deste movimento contra assédio e agressão sexual.

Harvey Weinstein é condenado a 23 anos de prisão por estupro e agressão sexual

Foto: AP Photo/Seth Wenig

Veja as condenações de Weinstein:

O júri considerou Weinstein culpado de agressão sexual em primeiro grau por praticar sexo oral forçado na ex-assistente de produção Mimi Haleyi, em julho de 2006.

O produtor de filmes como “Pulp Fiction” e “Shakespeare Apaixonado” também foi declarado culpado de estupro em terceiro grau da ex-atriz Jessica Mann, em um crime de março de 2013.

Haleyi e Mann foram recebidas sob aplausos por pessoas que estavam em frente ao tribunal aguardando o resultado do veredicto.

Por qual crime Weinstein foi absolvido?

Harvey foi considerado inocente do crime de estupro em primeiro grau de Mann. Ele também não foi condenado no caso de duas acusações de ser um predador sexual, os delitos mais graves no processo e que poderiam levá-lo à prisão perpétua.

Os procuradores pediram a Burke que aplicasse uma sentença dura, já que Weinstein cometeu abusos “durante toda sua vida” e mostrou “total falta de remorsos” por suas ações.

Em uma carta, solicitaram ao juiz que considere outras 36 acusações de assédio e de agressão sexual contra Weinstein, que datam dos anos 1970 e que não fizeram parte do processo.

Weinstein “mostrou uma atitude de superioridade e uma total falta de compaixão pelo próximo”, escreveu a promotora Joan Illuzzi. Já a defesa pediu ao juiz que aplique a pena mínima, porque Weinstein é um profissional bem-sucedido que ganhou dezenas de prêmios.

“Sua história de vida, suas conquistas, suas lutas são simplesmente notáveis e não devem ser ignoradas, devido ao veredicto do júri”, alegou Illuzzi.

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO