Estado Islâmico reivindica autoria de atentado na França

Estado Islâmico reivindica autoria de atentado em Estrasburgo

Foto: Sébastien Bozon / AFP Photo

O grupo terrorista Estado Islâmico reivindicou a autoria do atentado a tiros em Estrasburgo, França.

Porém, o ministro do Interior francês, Cristophe Castaner negou nesta sexta-feira (14) que o principal suspeito de ser o atirador, Chérif Chekatt, fizesse parte desta ou de outra rede terrorista.

“Nada indica que esteja integrado em uma rede”, declarou Castaner.

Após dois dias de busca, Chekatt foi morto na quinta-feira (13) em uma troca de tiros em Neudorf, bairro de Estrasburgo onde nasceu . Ele era bastante conhecido dos serviços de polícia e da Justiça por ter praticado crimes comuns, principalmente por envolvimento em roubos e violência. Seu histórico criminal tem 27 condenações por crimes comuns cometidos quase todos na França, mas também na Alemanha e na Suíça.

Segundo fontes citadas pela imprensa, uma mulher encontrou um homem ferido no braço com as características  de Chekatt, o atirador tinha sido ferido com um tiro no braço na terça-feira (11), e por isso a polícia acreditava que ele não teria conseguido ir até muito longe do mercado. A mulher, então, então avisou as forças de ordem.

Sem dar detalhes, o ministro afirmou que uma operação incluiu helicóptero e equipes de patrulha para localizar Chekatt em Neudorf. Em um primeiro momento, o acusado disparou contra eles, que em seguida “o abateram para defender-se”.

“Às 21h (18h de Brasília), uma equipe da brigada de campo especializada, composta por três membros da polícia nacional, viu um indivíduo andando na rua de Lazaret, e cujo perfil correspondia à descrição da pessoa procurada. Eles o abordaram e ele se virou, encarou os policiais e atirou. Os policiais então neutralizaram o agressor”, disse Castaner na quinta-feira, que afirmou estar “orgulhoso” da ação.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO