Emissão de carbono atinge recorde em 2017

Emissão de carbono atinge recorde em 2017

Foto: Divulgação

Os gases que provocam o efeito estufa, uma das causas do aquecimento global, alcançaram níveis recorde de concentração na atmosfera em 2017.
A informação foi divulgada nesta quinta-feira (22) pela Organização Meteorológica Mundial. De acordo com a agência, não há tendência de reversão na quantidade de emissões.

“A ciência é clara. Sem cortes rápidos em CO2 e outros gases estufa, as mudanças climáticas terão efeitos destrutivos e irreversíveis sobre a vida na Terra. A janela de oportunidade para ação está quase fechada”, informou o secretário-geral da Organização Meteorológica Mundial, Petteri Taalas.

Segundo a agência que pertence a  ONU, as concentrações na atmosfera de dióxido de carbono (CO2), metano (CH4) e óxido nitroso (N2O), três gases causadores do efeito estufa, voltaram a aumentar no ano passado para estabelecer “novos recorde” em escala global.

Já nas emissões brasileiras os gases do efeito estufa caíram 2,3% em 2017. O país gerou 2,071 toneladas brutas no ano passado, contra 2,119 bilhões de toneladas em 2016.A queda ocorreu pela redução na taxa de desmatamento na Amazônia, a destruição da floresta caiu 12% no mesmo período.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO