Em Santiago, líderes sul-americanos assinam documento para criação do Prosul

Em Santiago, líderes sul-americanos assinam documento para criação do Prosul

Foto: Rodrigo Garrido/Reuters

Líderes sul-americanos de seis países, incluindo o brasileiro Jair Bolsonaro, assinaram nesta sexta-feira (22) a Declaração de Santiago, um documento  para a criação do Prosul, fórum de desenvolvimento e integração regional, que deve substituir a União das Nações Sul-Americanos (Unasul).

Além de Bolsonaro, foram ao encontro Mauricio Macri (Argentina), Sebastian Piñera (Chile), Mario Abdo Benítez (Paraguai), Martín Vizcarra (Peru), Iván Duque Márquez (Colômbia) e Lenín Moreno (Equador).

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, explicou que a assinatura do documento “estabelece um compromisso dos presidentes de colaboração, diálogo e integração na América do Sul”.

Piñera afirma que o Prosul vai tratar das “questões de integração nas áreas de infraestrutura, energia energia, saúde, defesa, segurança e criminalidade, prevenção e gestão de desastres naturais”.

Em uma transmissão ao vivo em uma rede social, Bolsonaro afirmou que o objetivo é “botar um ponto final” na Unasul, que, na opinião dele, serve como “nome de fantasia” do Foro de São Paulo. O foro foi um grupo criado na década de 1990 por partidos de esquerda da América Latina.

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO