Caçadores de tesouros recuperam 600 garrafas de licor e 300 de conhaque da Primeira Guerra Mundial no fundo do mar

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
Spread the love

Uma equipe de caçadores de tesouros da Suécia conseguiu recuperar, no final de outubro,  600 garrafas de conhaque e 300 de licor que datam da Primeira Guerra Mundial. As garrafas foram retiradas de 77 metros de profundidade em águas internacionais entre a Suécia e a Finlândia.

As bebidas tinham sido enviadas pela França a Petrogrado (hoje, São Petersburgo), no então império russo, e deveriam ter chegado à cidade em dezembro de 1916.

Caçadores de tesouros recuperam 600 garrafas de licor e 300 de conhaque da Primeira Guerra Mundial no fundo do mar

Foto: Ocean X

A encomenda foi enviada através do território sueco, que ficou neutro durante a guerra. (França e Rússia eram aliadas, na Tríplice Entente). Porém, com a grande quantidade de gelo no Mar de Bótnia – que separa a Suécia da Finlândia -, o transporte acabou sendo adiado até maio de 1917.

Foi então que o navio a vapor que levava as bebidas teve um destino dramático: foi parado e revistado por um submarino alemão, que decidiu afundá-lo porque parte da carga foi considerada contrabando. (A tripulação do navio foi transferida para um navio próximo, e todos chegaram com segurança à Suécia).

Caçadores de tesouros recuperam 600 garrafas de licor e 300 de conhaque da Primeira Guerra Mundial no fundo do mar2

Foto: Ocean X

De acordo com informações da equipe “Ocean X”, que conseguiu recuperar a encomenda e é especializada em encontrar artefatos históricos no fundo do mar, a missão de trazer as garrafas à tona durou 20 anos.

Desde 1999, quando a carga foi descoberta, as redes foram retiradas dos destroços para permitir que mergulhadores e veículos subaquáticos não tripulados acessassem os destroços. No dia 22 de outubro, a embarcação de resgate finalmente chegou à Suécia com a encomenda.

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO