Arqueólogos morreram após abertura de sarcófago

Arqueólogos morreram após abertura de sarcófago

Foto: Divulgação/Netflix

Até hoje, cerca de 64  tumbas foram achadas e abertas às margens do Rio Nilo, Egito, onde os faraós eram enterrados.

Segundo revelação feita em documentário produzido pela Netflix, um dos sarcófagos, entretanto, está ligado à misteriosa morte de seis arqueólogos.

A  tumba de Tutancâmon foi descoberta  em 1922. Em alguns meses, seis arqueólogos morreram em situações misteriosas.

A primeira hipótese era que as bactérias contidas no material orgânico decomposto estariam por trás das mortes. Porém a explicação foi descartada por especialistas.

De acordo com o  documentário, pouco antes das mortes, os arqueólogos relataram sofrer pesadelos “muito reais” e ser assombrados pela múmia que eles “incomodaram”.  Para os egípcios  quem interrompe o descanso eterno de um faraó poderá sofrer pragas e até mesmo a morte.

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO