Fóssil de crocodilo com 80 milhões de anos é apresentado em Minas Gerais

Fóssil de crocodilo com 80 milhões de anos é apresentado em Minas Gerais

Foto: Reprodução/Internet

Um fóssil de um crocodilo de cerca de 80 milhões de anos, chamado de Caipirasuchus mineirus, foi apresentado nesta sexta-feira (14), no Complexo Cultural e Científico de Peirópolis, da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), em Uberaba.

A nova espécie do crocodiliforme herbívoro-onívoro foi descoberta em escavações paleontológicas em 2014 em fazenda no Distrito de Honorópolis, em Campina Verde, no Triângulo Mineiro. Restos de animais semelhantes a esse já haviam sido descobertos em rochas da mesma idade no oeste do estado de São Paulo.

O fóssil é representado por um esqueleto praticamente completo e articulado, com cerca de 70 cm de comprimento. Os ossos, da última vértebra da caudal até o crânio, que tem forma triangular, apresentando numerosos dentes, estão bem preservados.

Diferente dos jacarés atuais, o Caipirasuchus mineirus tinha hábitos terrestres e um andar ereto, similar ao andar de um cachorro.

O fóssil foi descoberto na mesma região onde foi encontrado outro crocodiliforme único, o Campinasuchus dinizi, descrito pelos mesmos pesquisadores.

Segundo os pesquisadores, essa região em Campina Verde tem se revelado como um sítio paleontológico de relevância nacional por causa da grande quantidade de fósseis encontrados, excepcionalmente bem preservados.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO