China informa que panda emprestado à Tailândia faleceu de ataque cardíaco

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
Spread the love

Um panda gigante, cuja morte súbita na Tailândia causou indignação na China no último mês, faleceu de ataque cardíaco, de acordo com informações de uma agência do governo chinês.

A China enviou uma equipe de especialistas para a Tailândia depois que Chuang Chuang, de 19 anos, morreu no zoológico de Chiang Mai em 16 de setembro. Os ursos panda podem viver até 30 anos em cativeiro. O animal morava em um recinto climatizado com uma fêmea, Lin Hui.
China informa que panda emprestado à Tailândia faleceu de ataque cardíaco

Foto: Pornchai Kittiwongsakul / AFP

O casal foi emprestado pela cidade chinesa de Chengdu, sob a chamada “diplomacia do panda” de Pequim e deveria ser devolvido em 2023.

A morte de Chuang Chuang se tornou o assunto mais comentado no Weibo, a rede social chinesa mais popular, onde os usuários discutiam as “circunstâncias suspeitas” de sua morte.

Os internautas criticaram o zoológico por fornecer bambu maduro –geralmente mais duro e usado para fabricar móveis– como alimento.

Após exame de necrópsia, um grupo conjunto de especialistas tailandeses e chineses concluiu “por unanimidade” que o corpo do panda não apresentava trauma e que não havia corpos estranhos em sua traqueia, afirmou a Administração Nacional de Florestas e Pastagens em sua conta Weibo na terça-feira (8).

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO