Extintas na natureza, ararinhas-azuis serão trazidas ao Brasil

Originária da região de Curaçá, na Bahia, a ararinha-azul (Cyanopsitta spixii) teve sua população exterminada, principalmente, devido ao tráfico de animais. Em 2000 foi considerada extinta na natureza, restando apenas animais em cativeitos.

Cinquenta aves da espécie serão trazidas de volta para a Caatinga. A negociação envolveu o Ministério do Meio Ambiente e zoológicos da Europa: a Association for the Conservation of Threatened Parrots, da Alemenha, e o Pairi Daiza, da Bélgica. Antes de desembarcar no país (a expectativa é que seja no primeiro trimestre de 2019) os animais passarão um período dentro de um viveiro climatizado em Berlim, capital da Alemanha, para se readaptar ao Brasil.

O objetivo do programa é reintroduzir na natureza as primeiras ararinhas-azuis a partir de 2021.

 

Leia também:

Pesquisadores encontram osso de dinossauro que viveu há mais de 110 milhões de anos

Cão policial viraliza nas redes sociais após fazer “massagem cardíaca” em agente

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO