Estudo mostra como é o centro da Terra

Estudo mostra como é o centro da Terra

Foto: BBC

Cientistas da Universidade Nacional da Austrália afirmam que possuem provas para confirmar que o centro da Terra é sólido, algo que até agora era apenas uma suspeita. A equipe descobriu que o sólido é mais macio do que se pensava.

“Isso significa que ele pode se deformar mais facilmente, e tem várias implicações no entendimento sobre sua composição mineral e sobre o interior profunda da Terra”, afirma à BBC News Mundo, serviço em espanhol da BBC, o engenheiro físico Hrvoje Tkalčić, um dos autores da pesquisa.

Tkalčić menciona algumas implicações como, por exemplo, a compreensão de fenômenos como a rotação do núcleo central em relação ao manto da Terra, a mudança na duração dos dias e o campo geomagnético que influencia diretamente a vida na superfície do planeta.

“O núcleo central da Terra é uma cápsula do tempo, a partir da qual podemos entender o passado, o presente e o futuro do planeta”, explica Tkalčić.

Para Tkalčić o núcleo central da Terra é como “um planeta dentro de um planeta”. “Uma esfera quente com uma massa de cem quintilhões (1 seguido de 30 zeros) de toneladas de ferro e níquel que está a 5 mil km debaixo de nossos pés, à espera de ser descoberta.”

Chegar a essa profundidade é algo impossível, então a forma de aprender sobre o núcleo interno é através de ondas sísmicas. A rigidez do núcleo central não estava comprovada porque não havia uma observação direta das ondas que o atravessavam. “Com este estudo, conseguimos”, afirma Tkalčić. “Detectamos a presença de ondas J, medimos sua velocidade no núcleo central e, com base nisso, tivemos uma medida de sua rigidez.”

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO