Caçadora causa revolta ao matar rara girafa negra

Fotos da caçadora americana Tess Thompson Talley ao lado de uma rara girafa negra está gerando revolta nas redes sociais. A americana aparece com a arma em punho e exibe o animal morto como uma conquista após uma caçada na África do Sul.

As fotos foram postadas pela própria há um ano em sua página no Facebook. “Abençoada seja a minha caçada de sonho, daquelas que só acontecem uma vez na vida e que hoje se tornou realidade. Avistei este tesouro e persegui-o durante algum tempo. Eu sabia que a girafa era rara e que tinha mais de 18 anos de idade”, explicou a caçadora, alegando que não contribuiu para a extinção da espécie, uma vez que a girafa já estava em uma idade avançada para se reproduzir.

Mas a repercussão começou recentemente após o “Africa Digest”, uma página de notícias locais africana, repostar as imagens em seu Twitter. “Uma selvagem branca americana, que é parcialmente um Neandertal, vem à África e dispara sobre uma girafa negra rara, uma cortesia da estupidez da África do Sul. O nome dela é Tess Thompson Talley. Por favor partilhem”, publicou o veículo.

Comentários repudiando o ato não demoraram a surgir. Muitoas pessoas condenaram a caçadora, acusando-a de ser uma assassina e de estar colocando em risco espécies tão raras como a girafa negra. A prática da caça selvagem ainda é legal em países como a África do Sul.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO