Dilma afirma que voo em classe executiva foi pago por xeque árabe

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
Spread the love

A ex-presidente Dilma Rousseff divulgou um comunicado em resposta à repercussão nas redes sociais de uma foto em que ela aparece dormindo na classe executiva de um avião.

A imagem passou a ser compartilhada pela internet com acusações de uso de dinheiro público para a compra da passagem aérea.

Dilma afirma que voo em classe executiva foi pago por xeque árabe

Foto: Reprodução

Dilma confirmou que estava a caminho dos Emirados Árabes no voo mencionado que aconteceu em 14 de novembro de 2019. Ela informou ainda que todas as despesas da viagem foram pagas pela organização do evento.

A ex-presidente acrescentou que foi convidada pelo xeque bin Mohammed Al Qasimi como palestrante. Em seu site, ela ainda postou uma foto da viagem.

Dilma afirma que voo em classe executiva foi pago por xeque árabe2

Foto: Reprodução

Nota da assessoria de Dilma Rousseff:

“Após deixar a Presidência da República devido ao Golpe de 2016, a presidenta Dilma Rousseff  recebeu inúmeros convites para participar de eventos políticos e acadêmicos, no Brasil e no exterior.

A participação em conferências, palestras, debates e encontros internacionais faz parte de sua agenda e ocorre com frequência desde 2016. A praxe é que a organização dos eventos custeie as despesas logísticas e de hospedagem.

Entre 11 e 15 de novembro, Dilma esteve em Sharjah, nos Emirados Árabes Unidos, onde participou do lançamento do Grupo de Trabalho “Rights of Future Generations”, a convite do Xeique bin Mohammed Al Qasimi, em evento coordenado pelo embaixador Lumumba di-Aping.

Como integrante do grupo, além de proferir palestra como uma das conferencistas na abertura do encontro, Dilma participou de cinco sessões de debate, que contou ainda com a presença do ex-presidente da África do Sul Thabo Mbeki; do presidente do Pontifício Conselho Justiça e Paz do Vaticano, cardeal Peter Turkson; da ex-presidenta da Assembleia-Geral da ONU embaixadora Maria Fernanda Espinosa; do professor de Economia da Universidade de Cambridge Ha-Joon Chang, autor do livro Chutando a escada: a estratégia de desenvolvimento em perspectiva histórica; do economista sênior da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, Richard Kozul-Wright; do vice-presidente do Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC), Youba Sokona; e do professor de Economia Política na Escola de Governança da Universidade de Witwatersrand Wits, da África do Sul, Patrick Bond, entre líderes políticos e acadêmicos. Também participou das discussões a honorável Xeica Hoor bint Sultan Al Qasimi, presidente da Sharjah Art Foundation.

A viagem da ex-presidenta Dilma – voos de ida e volta em classe executiva, hospedagem e locomoção – foi custeada integralmente pela organização do evento.

Cabe deixar claro que, após ser afastada do governo por um impeachment sem crime de responsabilidade, o poder público jamais pagou para a ex-presidenta Dilma Rousseff qualquer passagem de avião, estadia, transporte ou diária.”

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO