Brasil tem 800 mortes e 15.927 casos confirmados de coronavírus

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
Spread the love

O balanço dos casos de Covid-19 divulgados pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (8) aponta:

  • 800 mortes
  • 15.927 casos confirmados
  • 5% é a taxa de letalidade

Em relação ao balanço anterior, foram acrescentadas 133 mortes e 2.210 infecções causadas pelo vírus no país.

Veja o número de casos e mortes por unidade da federação:

São Paulo: 6.708 casos (428 mortes)
Rio de Janeiro: 1.938 casos (106 mortes)
Ceará: 1.291 casos (43 mortes)
Amazonas: 804 casos (30 mortes)
Minas Gerais: 614 casos (14 mortes)
Rio Grande do Sul: 555 casos (9 mortes)
Paraná: 539 casos (17 mortes)
Distrito Federal: 509 casos (12 mortes)
Bahia: 497 casos (15 mortes)
Santa Catarina: 457 casos (15 mortes)
Pernambuco: 401 casos (46 mortes)
Rio Grande do Norte: 261 casos (11 mortes)
Maranhão: 230 casos (11 mortes)
Espírito Santo: 227 casos (6 mortes)
Pará: 167 casos (6 mortes)
Goiás: 158 casos (7 mortes)
Amapá: 107 casos (2 mortes)
Mato Grosso: 90 casos (1 morte)
Mato Grosso do Sul: 85 casos (2 mortes)
Acre: 54 casos (2 mortes)
Roraima: 49 casos (1 morte)
Paraíba: 41 casos (4 mortes)
Alagoas: 37 casos (2 mortes)
Sergipe: 36 casos (4 mortes)
Piauí: 31 casos (5 mortes)
Tocantins: 23 casos
Rondônia: 18 casos (1 morte)

Brasil tem 800 mortes e 15.927 casos confirmados de coronavírus

Foto: Nelson Antoine/Estadão Conteúdo

Relatório da OMS desta quarta:

  • 1.353.361 casos
  • 79.235 mortes

Após 76 dias, a cidade chinesa de Wuhan, onde surgiu a pandemia do novo coronavírus, teve as últimas severas medidas de confinamento suspensas. Porém, as autoridades permanecem em alerta para evitar uma nova onda de contaminação. O aeroporto local, as estações de trem e rodovias foram reabertas na cidade, que é capital da província de Hubei, na região central da China.

Em Londres, o prefeito Sadiq Khan, afirmou que o Reino Unido está longe de reduzir as restrições impostas para conter a propagação da pandemia.

“Não estamos nem perto de suspender o confinamento. Falo com especialistas regularmente. Achamos que o pico da contaminação ainda está provavelmente a uma semana e meia de distância”, afirmou Khan à BBC.

Mumbai, na Índia, permanecerá em “lockdown” até o dia 30 de abril. A cidade, cuja população é de mais de 20 milhões de habitantes, se transformou no epicentro do coronavírus no país. As outras partes da Índia podem começar a relaxar as medidas restritivas a partir da próxima terça-feira.

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO