Apoiadores de Juan Guaidó deixam Embaixada da Venezuela após 12 horas de ocupação

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
Spread the love

Apoiadores do presidente autoproclamado da Venezuela, Juan Guaidó, deixaram o prédio da embaixada do país em Brasília, após uma ocupação que durou mais de 12 horas. O grupo, formado por cerca de  14 pessoas, estava no local desde as 5h desta quarta-feira (13).

Apoiadores de Juan Guaidó deixam Embaixada da Venezuela após 12 horas de ocupação

Foto: Luiza Garonce/ G1

A saída dos apoiadores de Guaidó do prédio foi acompanhada pela Polícia Militar do Distrito Federal. DE acordo com informações da corporação, a coordenação da ação foi feita pela Polícia Federal e pelo Ministério das Relações Exteriores.

Vestidos com camisas brancas, o grupo formado por homens e mulheres deixou primeiro o prédio e se posicionou no jardim da Embaixada. Em seguida, saiu do local.

Apoiadores de Juan Guaidó deixam Embaixada da Venezuela após 12 horas de ocupação2

Foto: Afonso Ferreira/G1

As negociações foram acompanhadas pelo coordenador-geral de Privilégios e Imunidades do Ministério das Relações Exteriores (MRE), Maurício Correia, e pelo ministro-conselheiro da embaixada da Venezuela no Brasil, Tomás Silva.

À tarde, o regime de Nicolás Maduro classificou o ato como “ataque cometido por grupos violentos” e criticou o que classificou como “atitude passiva das autoridades policiais brasileiras, em desatenção de suas obrigações de proteção das sedes diplomáticas e seu pessoal”.

A ocupação da embaixada da Venezuela ocorreu no momento em que Brasília é sede da cúpula do Brics, grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

Ocupação:

Nesta quarta (13), os apoiadores de Juan Guaidó entraram na Embaixada da Venezuela em Brasília. Apesar de o governo brasileiro reconhecer o líder da oposição como presidente venezuelano, a sede diplomática em Brasília é administrada por funcionários do presidente Nicolás Maduro.

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO