Rinocerontes-negros morrem no Quênia após mudarem de parque

Oito rinocerontes-negros morreram no Quênia enquanto eram transportados de Nairobi, capital do Quénia, para Tsavo East, a maior reserva natural do país. Os animais que morreram faziam parte de um grupo de 14 rinocerontes. A espécie sofre grande ameaça de extinção.

Em comunicado, o ministro de Turismo Najib Balala disse que os animais morreram por intoxicação de sal após beberem água no seu novo habitat. Desde então, o transporte de rinocerontes foi interrompido. O Serviço de Vida Selvagem do Quênia (KWS) começou a transportar os animais no mês passado. Nove rinocerontes morreram ano passado, segundo o KWS.

O Quênia tinha uma população de 745 são rinocerontes-negros em 2017. Segundo a organização Save the Rhinos, restam menos de 5500 rinocerontes negros no mundo, todos no continente africano. Os animais são vítimas de caçadores furtivos, que retiram os seus chifres para os vender na Ásia, onde acreditam que eles têm poderes afrodisíacos.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO