Pesquisadores encontram osso de dinossauro que viveu há mais de 110 milhões de anos

Paleontólogos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) encontraram, no interior do Ceará (CE), um pedaço da tíbia de um Spinosaurus. Um dinossauro que viveu há mais de 110 milhões de anos.

O osso foi encontrado durante a expedição no Araripe cearense na casa de uma senhora que colecionava fósseis. Os paleontólogos descobriram que ele é em média 30% mais pesado do que o de um Tiranossauro Rex. Sendo ambos, praticamente, do mesmo tamanho.

“Os dinossauros carnívoros tendiam a ter o osso leve, oco por dentro. Esses animais aqui não, os Spinosaurus estavam com o osso denso, osso de mergulhador mesmo, que ajudava a nadar nas águas rasas e pescar de dentro d’água, não de fora d’água”, explicou o pesquisador da UFSCar Tito Aureliano.

Já haviam descoberto um fóssil de dinossauro com essa característica no deserto do Saara, na África, o Spinossaurus seria seu ancestral. Agora vão continuar a pesquisa por outras regiãoes do nordeste e da África para encontrar um fóssil ainda mais antigo.

 

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO