Cigarro eletrônico cai na graça de jovens

<p>O cigarro eletr&ocirc;nico est&aacute; fazendo sucesso entre os jovens e despertando preocupa&ccedil;&atilde;o em muitos pais. Segundo seus defensores, a caneta oferece a nicotina na quantidade que cada um desejar, n&atilde;o exp&otilde;e o fumante &agrave;s subst&acirc;ncias cancer&iacute;genas derivadas do tabaco, al&eacute;m de n&atilde;o deixar cheiro nas roupas e nos cabelos.</p>
<p>Apesar de n&atilde;o haver evid&ecirc;ncia cient&iacute;fica que comprove que o vaporizador leve o usu&aacute;rio ao vic&iacute;o, m&eacute;dicos afirmam que o cigarro eletr&ocirc;nico &eacute; prejudicial a sa&uacute;de e pode ser a porta de entrada at&eacute; o cigarro comum.</p>
<p>N&aacute;usea, dor de cabe&ccedil;a, tosse, garganta irritada e seca s&atilde;o efeitos imediatos de quem usa o aparelho.</p>
<p>A Anvisa (Ag&ecirc;ncia Nacional de Vigil&acirc;ncia Sanit&aacute;ria) pro&iacute;be o com&eacute;rcio do cigarro eletr&ocirc;nico no Brasil. Quem o consome comprou fora do pa&iacute;s ou em lojas virtuais.</p>
<p>&nbsp;</p>
<p>&nbsp;</p>

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO