PANDEMIA COVID-19, OMS LANÇA ALERTA GLOBAL: Patrícia Wieland comenta o cenário mundial

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
Spread the love

Os chineses divulgaram em janeiro desse ano a sequência genética do coronavírus que estava causando grave doença respiratória em Wuhan. Nos dois meses que se seguiram outras variedades do SARS-CoV-2 apareceram.

É normal que um vírus evolua ao longo do tempo por meio de mutações genéticas aleatórias. Essa característica de mutações ajuda as pesquisas, como por exemplo: qual a origem do vírus, onde a pessoa se infectou, há quanto tempo o vírus está naquela região.

Também ajuda a preparar testes diagnósticos e vacinas adequadas. O Brasil divulgou em menos de 48 horas a análise genética do primeiro caso detectado de COVID-19 em solo brasileiro. Compartilhar conhecimentos científicos durante surtos epidêmicos é crucial para a saúde pública internacional.

Na área econômica o surto do COVID-19 já está trazendo impacto nos países. O mercado financeiro já reagiu com queda substancial. O Fundo Monetário Internacional já alertou para a necessidade de medidas fiscais, monetárias e do mercado financeiro para aliviar o impacto em trabalhadores e negócios que estão vulneráveis pelas consequências da epidemia.

Na arena política, diferentes abordagens são observadas ao redor do mundo. Enquanto alguns países controlam rigidamente o acesso, outros estão apenas dando recomendações à população.

Na Inglaterra, uma pessoa vindo da itália entra sem restrições e recebe apenas o conselho para se auto isolar por 14 dias. O transporte público continua lotado e grandes eventos como jogos de futebol não serão cancelados a princípio. Em Israel, todos os que chegam devem ficar em quarentena de 14 dias. Em Cingapura e China, a quarentena é verificada com rigor policial.

Qualquer abordagem numa crise como é essa gera intenso estresse na população. A quantidade de casos novos da doença na China e na Coreia do Sul está diminuindo bastante.

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO