OPERAÇÃO GEDEÓN – O que está por trás do grupo paramilitar que tentou invadir a Venezuela

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +
Spread the love

Nesse episódio, o Coronel Montenegro, Veterano do Exército Brasileiro, traz o tema: A frustrada operação paramilitar que aconteceu na Venezuela nessa primeira semana de maio de 2020.

(0:28) A invasão:

Na manhã do dia 03/05/2020 a ditadura bolivariana de Nicolás Maduro comunicou à imprensa internacional que um grupo paramilitar tentou invadir a Venezuela para tomar o poder.

A ditadura chavista é um dos lugares mais fechados e instáveis do mundo e as informações oficiais que a narcoditadura deles tem apresentado nos últimos anos nunca são confiáveis.

Por sua vez, o autoproclamado presidente venezuelano, Juan Guaidó, apresentou uma versão completamente diferente sobre os fatos e os americanos também ficaram em silêncio.

(1:17) O que estaria acontecendo nesse momento lá dentro da Venezuela nessa semana em que o governo divulgou imagem de várias armas e homens sendo presos pelas Forças Armadas Nacional Bolivariana?

Realmente houve uma tentativa de tomar o poder em que fizeram parte ex militares venezuelanos da época de Hugo Chávez que tiveram seus interesses prejudicados com a com a ascensão de Nicolás Maduro.

Provavelmente, a articulação das atividades, passaram por Juan Guaidó como articulador político em parceria com governo colombiano e o departamento de Black Ops da CIA.

O planejamento e execução das ações paramilitares no terreno teriam contado também com os ex militares venezuelanos, militares colombianos e as Forças Especiais Americanas a serviço da Silvercorp que é uma companhia militar privada americana.

(2:34) EUA – Operações Militares:

Desde a década de 60, os Estados Unidos, promoveram inúmeras operações militares e ações encobertas visando favorecer os seus interesses em vários países.

Em 1961, a tentativa frustrada da invasão da Baía dos Porcos para depor Fidel Castro, em Cuba, acabou provocando um enorme desgaste na imagem do presidente kennedy.

Em 1980 houve um fracasso daquela tentativa de resgate dos reféns no irã e acabou custando a reeleição do Jimmy Carter.

(3:10) Operação na Venezuela – 03/05/2020:

Essa operação, agora, fracassada na Venezuela em pleno século 21, arranha a reputação da Casa Branca e confere algum ganho político a Nicolás Maduro.

(3:40) Crise Econômica causada pela pandemia do Covid-19:

(3:50) Recompensa por Nicolás Maduro

Assista mais sobre o assunto em:

EUA acusam Maduro e seus Generais de narcotráfico – https://www.youtube.com/watch?v=Mi7noPofDyg&t=20s?sub_confirmation=1

(4:15) Dólar:

Dólar supervalorizado por causa da crise internacional.

(4:21) Estratégia dos militares:

Uma das estratégias dos militares e da atualidade é a promoção de ações de desestabilização política em países que estejam em suas áreas de interesse.

Os russos fizeram isso na ucrânia para legitimar a invasão e ocupação da Península da Crimeia em 2014.

Eles aproveitaram também a apatia de Barack Obama em relação a América do Sul no início desse século.

Eles passaram a intensificar também a sua influência militar sobre a Venezuela que comprou muitos armamentos. Além disso, tem as companhias militares privadas russas dentro da Venezuela e eles prestam assistência de materiais bélicos sofisticados.

(5:10) Guerra Híbrida:

O contexto atual, da Guerra Híbrida, as pressões econômicas, ataques cibernéticos emprego de companhia de militares privadas, financiamento de mercenários, patrocínio e outros vetores fazem parte do repertório de ações que são usadas por países ou até mesmo por atores não estatais para obter seus interesses.

Share.

About Author

DEIXE SEU COMENTÁRIO